mural

4
Ago

Fundos de investimento com impacto social miram pequeno investidor


Por Co_labore

sexta 04 2

A busca por experiências que vão além da simples compra de um bem ou serviço, e provoquem alguma mudança na sociedade, chegou ao mundo dos investimentos. Mais do que tirar o dinheiro da poupança e colocá-lo no Tesouro Direto ou em um CDB, aplicações mais conhecidas do brasileiro, é possível investir em produtos que vão direcionar parte da receita para empresas ou projetos de cunho social.

“Não é caridade. É lucro com propósito”, defende Alexandre Azevedo, chefe da área de investimentos em impacto social da AZ Quest, primeira no Brasil a criar uma área voltada para investimentos de varejo com cunho social. O primeiro produto da área é o Fundo AZ Quest Azimut Impacto, que tem como público-alvo o pequeno investidor, com perfil mais conservador. O fundo investe em fundos tradicionais da gestora compostos por títulos de emissões bancárias, debêntures, juros, moeda e ações tanto no mercado doméstico quanto internacional.

Nessa aplicação, o investidor final fica com toda a rentabilidade e o viés de impacto é garantido pela gestora, que abre mão de 30% de sua taxa de administração líquida para direcionar esses recursos para aceleradoras e incubadoras de negócios de impacto social, que podem estar ligadas a educação, saúde, finanças e outras causas sociais. Os projetos que vão receber os 30% da gestora serão definidos pelo conselho da área, formado majoritariamente por profissionais ligados a negócios de impacto social.

 Para continuar lendo acesse: http://economia.estadao.com.br/noticias/suas-contas,fundos-de-investimento-com-impacto-social-miram-pequeno-investidor,70001901595