Good Contents Are Everywhere, But Here, We Deliver The Best of The Best.Please Hold on!
blog
Com a mudança na forma de consumo, a economia colaborativa ganha espaço no dia a dia das pessoas com a ideia de comprar menos, reutilizar sempre e compartilhar mais. Essa nova tendência é tema do Congresso FNQ de Excelência em Gestão, nesta quarta-feira (22), em São Paulo.

Sustentada pelos pilares pessoas, tecnologia e sustentabilidade, a economia colaborativa conecta os indivíduos com interesses e necessidades em comum, contribuindo para a redução do desperdício e a maior eficiência no uso de recursos naturais. De acordo com levantamento do Instituto de Pesquisa e Opinião Pública Market Analysis de 2015, 20% dos brasileiros já estão familiarizados com esse tipo de consumo, e a expectativa de receita do setor para este ano é de US$ 15 bilhões, devendo chegar a US$ 335 bilhões até 2025.

São exemplos dessa nova era OLX, PegCar, BlaBlaCar e Pet Anjo, empresas que participam do painel “Empresas de Negócios Compartilhados”, mediado por Dora Kaufman, doutora em redes digitais pela ECA-USP (Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo). Para trazer as perspectivas econômicas do Brasil, a jornalista Miriam Leitão fará uma análise sobre o cenário atual e suas perspectivas para o futuro.

Na sequência, Alexandre Caldini será o condutor da sessão de perguntas e respostas. Para finalizar o evento, Cláudia Vassalo será a moderadora do painel “Empresas tradicionais e o novo modelo de negócio”, que contará com as empresas Google, Natura e Kantar Ibope Media, que comentarão as ações, estratégias e perspectivas para essa nova realidade global. Realizado anualmente pela FNQ (Fundação Nacional da Qualidade), parceira do Prêmio Empreendedor Social, o Congresso promove debate, compartilhamento e aprendizado de temas relevantes e tendências inovadoras sobre a gestão. Veja a matéria completa em: , Deskovery.
0

blog
carro fica cerca de 22 horas por dia parado na garagem e é utilizado basicamente para ir e vir do trabalho. O apartamento tem um quarto vazio, usado apenas para guardar objetos que não fazem parte do dia a dia: uma furadeiraferramentas, violão, prancha de surfepatinsvestidos de festa e equipamentos de fotografia. Se você não se encaixa nesse cenário, com certeza conhece um monte de gente que vive assim. Mas aí vai a pergunta: faz sentido deixar tudo isso juntando pó? . keep reading
0

blog
A Unicef e a empresa tecnológica ARM uniram forças para levar as novas tecnologias aos mais desfavorecidos. As duas entidades assinaram, esta semana, um acordo de parceria para os próximos anos com o objectivo de desenvolver soluções que ajudem a ultrapassar as barreiras de acesso a cuidados básicos de saúde, educação e serviços de apoio. keep reading
0

blog
A popularização da internet e das redes sociais fizeram explodir novas formas de consumir produtos e serviços, em um conceito que ainda está sendo formado: o da economia colaborativa. Através dos aplicativos mais variados, as pessoas trocam objetos, oferecem competências, financiam projetos interessantes, entre tantas outras funções que ainda estão por vir. keep reading
0

blog
Você já conhece o coworking? Pois esse é um ambiente de trabalho compartilhado por profissionais das mais diferentes áreas de atuação, sendo uma ótima opção para quem está começando a empreender e procura um local para estabelecer sua empresa. Mas por que é assim tão vantajoso? Acompanhe nosso post de hoje e descubra 8 ótimos motivos para ir para um espaço coworking! keep reading
0

blog
E se a criatividade ganhasse uma valorização no mercado de trabalho? Desde que o conceitoEconomia Criativa, desenvolvido pelo inglês John Hawkings, em 2001, veio à tona, a palavra criatividade e algumas profissões relacionadas diretamente com ela têm aparecido cada dia mais em discussões em fóruns, grupos no Facebook, keep reading
0

blog
O empreendedorismo social surgiu nas últimas décadas como uma forma de identificar e promover mudanças potencialmente transformadoras na sociedade. Um híbrido de intervenção governamental e puro empreendedorismo de negócios, o empreendimento social é capaz de tratar problemas cujo âmbito é estreito demais para instigar o ativismo legislativo ou para atrair capital privado.  keep reading
0

PREVIOUS POSTSPage 1 of 48NO NEW POSTS